Home Resenhas Cinema Crítica | Jumanji: Bem-Vindo à Selva
Crítica | Jumanji: Bem-Vindo à Selva

Crítica | Jumanji: Bem-Vindo à Selva

0
0

Jumanji: Bem-Vindo a Selva é um filme que foi criticado por todos desde que as primeiras imagens saíram para o público. Com Dwayne Johnson, Jack Black, Karen Gillian e Kevin Hart, o filme aparentava ser uma daquelas comédias politicamente incorretas estilo American Pie e isso definitivamente não era o que os fãs do Jumanji original tinham em mente quando se falou sobre um remake desse clássico.

Principalmente por essa falta de expectativa para o filme, ele surpreende e muito, conseguindo fazer parte da lista de alguns dos filmes mais divertidos de 2017.

Atualizando o conceito de Jumanji para os tempos atuais, o jogo de tabuleiro se transforma em um video-game para atrair a atenção dos jovens que nem sabem o que é um jogo de tabuleiro direito e suga eles para dentro de seu universo.

Como um filme sobre um video-game, ele funciona muito bem, conseguindo trazer os melhores conceitos para dentro da história e os colocando como pequenos detalhes que serão muito apreciados pelos gamers que assistirem ao filme.

A ideia de trocar os personagens de corpo também ajuda ao oferecer para os atores bem marcados por suas personalidades a possibilidade de explorar algo completamente diferente, e que funciona muito bem. As diferenças extremas entre os personagens e seus avatares no jogo também agrada e adiciona bastante ao lado cômico do filme.

O roteiro, apesar de simples é bastante divertido e consegue fugir do clichê de muitos dos filmes de comédia. O que deixa a desejar é o vilão, que é pouco explorado, principalmente pela necessidade de explicar vários dos conceitos novos que esse novo Jumanji traz.

Com algumas referências ao clássico de Robin Willians, o filme acerta no tom, nas mensagens que passa, no romance e também na comédia e promete ser um dos filmes mais divertidos do verão brasileiro, com muito destaque para o Jack Black, que interpreta uma patricinha de 17 anos e consegue sair bastante fora do clichê de personagens que ele tem feito em seus últimos filmes.

A adição de Nick Jonas é uma boa reviravolta, que adiciona uma ideia interessante ao filme e ajuda a trazer ainda mais a sensação de nostalgia para a sequência.

Talvez pela baixa expectativa, Jumanji surpreende e agrada muito, e faz uma ótima homenagem ao clássico que marcou a infância de tantas pessoas, além de ser um filme divertido para todos os públicos. Jumanji: Bem-Vindo a Selva chega aos cinemas no dia 4 de Janeiro.

Comments

Comentários

Alice Aquino Paulistana, fotógrafa, viciada em séries de tv e filmes, não dorme sem o Steve Rogers e o Tony Stark de pelúcia do lado e no tempo livre faz faculdade de Publicidade