Home Resenhas Cinema Crítica | Liga da Justiça: DC voltando aos trilhos
Crítica | Liga da Justiça: DC voltando aos trilhos

Crítica | Liga da Justiça: DC voltando aos trilhos

0
0

Depois de cinco anos da “concorrência” (Vingadores) a DC finalmente coloca ao mundo o seu panteão de heróis reunidos num filme simples, “aventuresco”, engraçado, leve, sem firulas, e com um saldo final positivo e até que eficiente.
A Warner/DC puxa o freio de mão do diretor Zack Snyder e acopla nesta aventura o diretor Joss Whedon (ironicamente ou não, o responsável por reunir outra galerinha lá… rsrs) para “ajustar” / “alinhar”, ou melhor, “aparar” as arestas, e nitidamente, percebe-se que muita coisa foi limada deste filme…


Com uma duração menor que seus filmes anteriores (O Homem de Aço e Batman vs Superman: A Origem da Justiça) muita coisa mudou, o tom soturno desapareceu, a paleta de cores mudou (visivelmente está mais clara), e as piadinhas estão a todo momento com todos (literalmente), enfim, a “Marvetização” da DC, aconteceu meus amigos…
O vilão, por sua vez, feito de CGI puro e genérico… (perfeito para vender bonecos), é um velho conhecido de alguns, o que remete o retorno de gente conhecida (Themyscira) e o surgimento de uma galerinha nova (Atlântida) que só faz aumentar a nossa hype para querer ver logo as aventuras solo de Aquaman

A química entre os heróis funciona e acontece de forma orgânica (a “equipe” em si, trabalhando junta…), todos estão relativamente bem, tem seus respectivos destaques (Mulher Maravilha e Flash se sobressaem, e Ciborgue com um CGI horrendo é o mais fraco, mas não menos importante), até mesmo os pseudo-coadjuvantes (Alfred, Comissário Gordon, Lois Lane, Martha Kent, Hipólita…) também estão bem e super pontuados…
As sequencias de ação, estão ok (nada colossal, nada extraordinário) tem até uma “tretazinha” entre eles… (que por sinal, é por conta de uma resolução de um determinado problema, no qual achei bem forçadinho e anticlimático, pra mim foi o grande ponto fraco do filme, a forma do qual foi concebida…)
Com muitas referencias sejam elas na trilha sonora, nas piadinhas, nos diálogos, nas situações, com vários mini “easter-eggs” espalhados durante todo o filme e também nas duas cenas pós-créditos (super interessantes!)…. Liga da Justiça se rende a uma fórmula que deu certo para colocar a DC nos trilhos, desenvolve um filme enxuto, episódico, divertido, mas principalmente, na medida. Faz seu arroz com feijão básico e com isso vemos luz e esperança no final do túnel da DC!

8/10

Sinopse: 

Impulsionado pela restauração de sua fé na humanidade e inspirado pelo ato altruísta do Superman, Bruce Wayne convoca sua nova aliada Diana Prince para o combate contra um inimigo ainda maior, recém-despertado. Juntos, Batman e Mulher-Maravilha buscam e recrutam com agilidade um time de meta-humanos, mas mesmo com a formação da liga de heróis sem precedentes, poderá ser tarde demais para salvar o planeta de um catastrófico ataque.
Liga da Justiça já se encontra em exibição nos cinemas brasileiros.

Comments

Comentários

Rodrigo Narimatsu Cinéfilo, Nerd, Geek, amante da Cultura Pop