Home Resenhas Cinema Crítica | Torre Negra: Uma diversão esquecível
Crítica | Torre Negra: Uma diversão esquecível

Crítica | Torre Negra: Uma diversão esquecível

0
0

Torre Negra é o mais novo filme baseado em uma série de livros do Stephen King. O autor já teve diversas de suas obras adaptadas para o cinema e, apesar de algumas delas serem ícones do cinema moderno, como O Iluminado, baseado no livro de mesmo nome, King é muito conhecido por não gostar nem um pouco dessas adaptações.

Será que a Torre Negra veio para quebrar esse padrão? É importante dizer que o filme não tem a intenção de trazer para as telas os acontecimentos dos livros, mas sim nos mostrar uma continuação dentro do mesmo universo.

Apesar de não funcionar tão bem como uma adaptação, Torre Negra agrada o público a quem é destinado: Os infanto-juvenil. Podendo ser colocado no mesmo patamar de Percy Jackson e Maze Runner, o filme tem uma aventura divertida, com um personagem principal bastante relacionável que acaba caindo de cabeça dentro das descobertas sobre outros mundos que coexistem com a terra que nós conhecemos.

Para quem ainda não leu os livros da série, o filme entrega uma explicação suficiente para a compreensão de seus acontecimentos, o que já é um alívio dentro de tantas obras confusas que temos visto por aí.

O filme dificilmente vai entrar para a história por não oferecer nada além do que ele se propõe, não temos grandes reviravoltas, não temos personagens tão cativantes assim e as cenas de ação deixam a desejar em alguns momentos, mas ele com certeza diverte e entretém.

Talvez os maiores prejudicados aqui sejam realmente os fãs leais de Stephen King, que tem sofrido bastante com a falta de boas adaptações do Rei do Terror, e para este público, com certeza sairá decepcionado do cinema.

Estreando no momento em que ele está, sem grandes concorrentes nos cinemas, é possível que o filme faça uma boa bilheteria e agrade as famílias por trazer um filme infantil que sai um pouco do convencional e se aprofunda em universos mais fantasiosos e cheios de mitologia. Mas assim com Percy Jackson e Maze Runner, o filme possivelmente será esquecido rapidamente.

No final das contas, Torre Negra diverte caso você não esteja esperando absolutamente nada desse filme e é uma boa diversão para um sábado a tarde com a família e amigos, mas definitivamente não merece toda a ansiedade por ser um filme baseado na obra de Stephen King. Resta aos fãs esperar para ver se IT vai alcançar as expectativas.

Comments

Comentários

Alice Aquino Paulistana, fotógrafa, viciada em séries de tv e filmes, não dorme sem o Steve Rogers e o Tony Stark de pelúcia do lado e no tempo livre faz faculdade de Publicidade