Home Notícias Cinema Crítica – A Era do Gelo 5: Big Bang Chega aos Cinemas Com Muito Humor e Pouca História
Crítica – A Era do Gelo 5: Big Bang Chega aos Cinemas Com Muito Humor e Pouca História

Crítica – A Era do Gelo 5: Big Bang Chega aos Cinemas Com Muito Humor e Pouca História

0
0

A Era do Gelo está próxima a completar 15 anos de vida de sua franquia. A saga dos animais pré-históricos parece não ter fim e os eventos que motivam os personagens estão se tornando cada vez mais distantes do possível.

Em A Era do Gelo: Big Bang, um meteoro em rota de colisão com a terra cria uma nova jornada em busca de sobrevivência para Manny e seus amigos que agora tem a missão de desviar a ameaça para garantir a continuidade de suas espécies.

A premissa de A Era do Gelo 5 difere pouco dos outros quatro filmes da franquia. Sobreviver ainda é o objetivo principal da trama. A ameaça dos céus e um drama familiar envolvendo o crescimento de Amora, a filha de Manny, tentam movimentar o longa.

A nova animação da Blue Sky Studios sabe brincar com o absurdo que se tornou a franquia, tanto que a vinda do meteoro está diretamente ligada a confusão que o esquilo Scrat causa no espaço.

Os pontos mais altos do filme residem exatamente nas trapalhadas de Scrat em busca de sua noz. A aventura do esquilinho no espaço é responsável por criar situações completamente hilárias envolvendo a gravidade, planetas e meteoritos. Além disso, o filme usa e abusa do 3D.

eradogelobigbang

A diversidade de personagens dificulta o aprofundamento no drama familiar dos mamutes. Há muitos personagens para se preocupar e quase todos funcionam na base do humor. A preguiça Sid, a volta da doninha Buck, a vovó preguiça, os irmãos gambás Crash e Eddie, além da presença de novos personagens vindos de uma comunidade Hippie dentro de uma rocha magnética, intensificam as situações cômicas do filme.

Em meio a tantas situações hilárias, A Era do Gelo 5 acaba esquecendo de algumas questões propostas no filme que são lembradas no máximo duas vezes no decorrer da história, como o conflito interno de Diego e Shira que desejam ter um filho mas não levam jeito com crianças.

O sucesso de bilheteria que já arrecadou mais de US$ 2,8 bilhões nos outros quatro filmes, com certeza é o principal motivo da continuidade da franquia. A qualidade geral da animação pode não se equiparar aos filmes anteriores, mas ainda diverte tanto quanto todos os seus antecessores.

 

Comments

Comentários

Will Brandini Um urso, discípulo de Zé Colméia, assaltante de pipoca de cinema que tenta falar nerdices com alguma autoridade enquanto foge do Guarda Smith.