Home Editorial Herói vs Herói e o Ano do Fan Service
Herói vs Herói e o Ano do Fan Service
0

Herói vs Herói e o Ano do Fan Service

0
0

batmanvsuperman

2016 mal começou e já promete ser lembrado como o ano em que os heróis lavaram o traje sujo.

Fato é: Os vilões sempre foram a cereja do bolo nos filmes de super-heróis. Não que concordemos com Coringa, mas ele é mais legal que o Batman. Ultron (apesar dos pesares) protagonizou as melhores falas em Vingadores. A gente ama odiar esses caras e isso é quase uma unanimidade. Mas por que Batman vai quebrar o pau com o Superman? Por que Capitão América vai tretar com Homem de Ferro? Acabou o estoque de bons vilões?

civil war-cortado

Primeiro é importante levar em conta que os filmes de heróis, assim como qualquer gênero, estão em constante evolução. Alguém ali que mexe os pauzinhos precisa estimular a galera criativa a “pensar fora da caixinha” e dar ao público algo novo a cada estreia. No futuro próximo, é provável que vejamos filmes de heróis flertando com outros gêneros, como romance (no, god, please, no!), comédia, suspense, terror, drama… Isso porque hoje se sabe, ainda que mais ou menos, o que funciona e o que não.

bvs-perfil-2

E essa evolução é feita por fases. Ou por ondas, como alguns preferem ilustrar. Os estúdios perceberam que agora é o momento de dar forma e conteúdo àquelas discussões que tivemos na escola, nos bares e mesas de RPGs. Nós sabemos que, não importa como, o Coringa perde para o Batman. Mas como o Morcego venceria o Todo-Poderoso Superman? Ok. Ultron é tão ameaçador quanto parece. Só que é vilão. Vai perder de um jeito ou de outro. E, já que Capitão América e Homem de Ferro sempre vencem, quem perderia?

iron-man-vs-captain-america

Sim, 2016 será o ano do fan service e isso é muito bom. É divertido ver os times se formando (#teamstark), as discussões sobre “o Batman com preparo” e toda aquela conversa criativa. Mas, tecnicamente falando, rogo, rezo e espero que o equilíbrio entre o fan service e a boa história seja conquistado e mantido. Que a Warner, Fox e Marvel não caiam na armadilha de entregar zilhões de referências maneiras e pecar naquilo que mais importa: A experiência de assistir a um bom filme.

Feliz 2016, Republikanos!

Comments

Comentários

Pedro Ivo "Uma vez eliminado o impossível, o que sobrar, por mais improvável que pareça, só pode ser a verdade."