Home Editorial A Consciência Negra nos Quadrinhos
A Consciência Negra nos Quadrinhos

A Consciência Negra nos Quadrinhos

0
0

Até a primeira metade da década de 60 quase não se via ou se falava em heróis negros nos quadrinhos. Salvo coadjuvantes cômicos e atrapalhados, ajudantes e capangas sem importância, a comunidade negra era pouco, mas muito pouco representada. Isso mudou com a chegada de movimentos sociais nos EUA, que exigiam uma sociedade mais igualitária para negros e brancos.

As manifestações artísticas da época foram fundamentais para disseminar essa mudança de paradigma. Se na música os artistas negros passaram a ganhar mais espaço na década de 60, nos quadrinhos heróis de verdade surgiram, carregados de dramas pessoais e ocupando seu espaço com forte representatividade.

Listamos alguns para você.

luke-cageLuke Cage
Criado por John Romita e Archie Goodwin no início da década de 70, Luke era só um membro de uma gangue que assolava os moradores do Halem. Quando foi preso por um crime que não cometeu, se voluntariou para ser cobaia de experimentos que, conduzido (e sabotado) por um médico racista, deu errado e acabou conferindo super força e pele praticamente invulnerável a Luke.
Se tornou herói de aluguel e conheceu gente graúda como Demolidor, Punho de Ferro e sua esposa, Jessica Jones, cuja série estreou na Netflix dia 20 e conta com a participação do grandalhão invulnerável.


falconFalcão

Criado por Stan Lee e Gene Colan, Sam Wilson era o criminoso conhecido como Snap e chegou a se unir com o Caveira Vermelha para matar o Capitão América, mas mudou de lado e, com a ajuda do Pantera Negra, se tornou o herói conhecido como Falcão.
Wilson surgiu em 1969 e é membro dos Vingadores, tanto nos quadrinhos quanto no universo cinematográfico da Marvel.

 

tempestade3Tempestade
Nascida em Manhattan, mas com descendência africana direta, Ororo Munroe tem a capacidade de controlar o clima graças ao seu gene mutante. Vagou pelo mundo cometendo pequenos crimes até ser recrutada por Charles Xavier, por quem nutre absoluta admiração, e foi casada com T´Challa, o Pantera Negra. Integra os X-Men, mas já contribuiu com os Vingadores. É tida como a primeira super-heroína da Marvel.
Tempestade foi criada por Len Wein e Dave Cockrum e estreou em 1975.

 

pantera negraPantera Negra
T’Challa. Esse é o nome do Pantera Negra quando não veste o traje. Único herdeiro legítimo do trono de Wakanda, país fictício localizado na África, Pantera iniciou a carreira super-heroica quando teve que tomar seu reino do infame Ulysses Klaw, o Garra Sônica.

T´Challa foi um dos primeiros super-herói negro a integrar os Vingadores e é uma das grandes criações da dupla Stan Lee e Jack Kirby da segunda metade dos anos 60. O filme solo do herói está previsto para novembro de 2017.

cyborgCiborgue
Victor Stone só queria ser um atleta reconhecido e conquistar o orgulho do pai, um cientista exigente e obcecado pelo trabalho.
Um acidente interdimensional teria matado Victor se seu pai não implantasse peças cibernéticas que aderiram ao seu corpo, transformando-o em um, hã, ciborgue. Sem poder competir, Victor encontrou um novo propósito de vida ao lado dos Novos Titãs até  ser promovido como membro fixo da Liga da Justiça. Foi criado por Marv Wolfman e George Pérez.

miles moralesHomem Aranha – Miles Morales
Pra fechar esse TOP 6, que tal um novato? Originalmente, Miles Morales surgiu logo após a trágica morte de Peter Parker no universo Ultimate da Marvel. Quando uma aranha geneticamente alterada o picou, Miles adquiriu poderes aracnídeos e procurou preencher o espaço deixado por Parker.
O garoto é criação de Brian Bendis e Sara Pichelli e sua estreia foi em 2011.

 

Há muitos outros heróis que não listamos aqui, como o Lanterna Verde John Stewart, Super Choque, John Irons (o Aço), Senhor Incrível e, por que não, Spawn.

É claro que muito já foi feito. É claro que hoje podemos dizer que um personagem negro usa o emblema do S no peito e voa por Metrópolis, o que era impensável décadas atrás. Mas, se posts como este são necessários (e são!) é porque ainda não chegamos lá.

Comments

Comentários

Pedro Ivo "Uma vez eliminado o impossível, o que sobrar, por mais improvável que pareça, só pode ser a verdade."